Já estamos em 2016, metade da década, e muitos filmes de terror já passaram pelos cinemas. Alguns fizeram sucesso, outros passaram despercebidos. Alguns ganharam continuações e se tornaram franquias, outros deixaram seus legados apenas com um único filme. E como esta semana estréia a continuação do maior fenômeno de público e crítica da década, ” Invocação do Mal 2 “, baseado no caso mais famoso e assustador de Ed e Lorraine Warren, o tal ” poltergeist de Enfield “, resolvi fazer uma lista com os filmes que na minha opinião se sobressaíram e honraram o gênero do terror.

Confere esse TOP 8 e deixa sua opinião nos comentários 😉

8º Você é o Próximo (2013)

Talvez o filme mais “pé no chão” da lista. Uma grande família reunida em uma casa de campo se surpreende com um grupo de assassinos mascarados que invadem o local. Com assustadoras máscaras de rostos de animais, o bando começa uma caçada contra os moradores. Dirigo por Adam Wingard (do fraco V/H/S e do excelente The Guest), Você é o Próximo leva o sub-gênero de slashers a um nível mais sombrio e aterrorizante, fazendo Sexta-Feira 13 parecer filme de criança. Um lobo, um leopardo e uma ovelha nunca deram tanto medo

7º A Entidade (2012)

Um escritor muda com sua família para uma casa onde ele encontra um rolo de filmes caseiros no sotão da propriedade. As gravações mostram coisas assustadoras e bizarras que aconteceram com antigos morades da casa. A partir daí toda sua família começa a correr um perigo inimaginável. A direção e o roteiro do Scott Derrickson (do futuro Doutor Estranho) fazem de uma história com a premissa tão clichê, uma trama instigante, envolvente, pertubadora. A mitologia criada no filme é fantástica e inteligente, e me fez pesquisar como um doido tudo o que vi ao término do filme. O monstro Bughuul é um dos seres mais assustadores já visto em um filme, e além do mais, o filme tem Ethan Hawke como protagonista.

6º Sobrenatural (2011)

Um menino chamado Dalton entra em coma. Do nada. Sem razão, sem recuperação. A família não sabe o que fazer. A medicina não pode ajudar. Aos poucos, Josh e Renai, os pais do garoto, descobrem que existe um demônio que quer se apoderar do corpo do filho. A investigadora paranormal Elise (Lin Shaye no melhor papel de sua carreira) e seus parceiros resolvem ajudar a famíllia a resgatar a alma  de Dalton. Sobrenatural foi o primeiro filme de sucesso de James Wan após os fenômeno Jogos Mortais, e mais uma vez ele mostra seu talento, comandando um elenco afiado (Patrick Wilson e Rose Byrne excelentes) e criando uma tensão constante durante as quase 2 horas de filme. Esse foi apenas o começo de uma franquia, que ainda conta com uma ótima continuação e um interessante prelúdio.

5º O Segredo da Cabana (2012)

13405307_10206460254405614_1443696667_o

Uma excelente homenagem ao genêro de terror, O Segredo da Cabana (produzido por Joss Whedon) trás um grupo de adolescentes passando um tempo em uma cabana na floresta, e que logo vão começar a descobrir segredos escondidos por baixo daquele local. Começa como um simples slasher, mas as coisas vão melhorando a cada minuto que passa, e chega em momentos que você não faz idéia do que irá acontecer mais para frente. E pode ter certeza, o que acontece é muito bom. O terceiro ato é grandioso, inteligente e delirante, e termina no momento chave para se levantar e começar a aplaudir.

4º Invocação do Mal (2013)

Após Sobrenatural, James Wan fez um new classic do terror, conquistanto público, crítica e criando fãs no mundo todo. A história baseada em fatos reais, conta um dos casos do casal Ed e Lorraine Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga perfeitos nos papéis) , os mais famosos investigadores paranormais da história. Aqui, eles precisam ajudar uma família, com um casal e cinco filhas, que estão assustados com o que anda acontecendo em sua nova casa. Uma trama que começa simples, mas vai tomando rumos inesperados e usando os clichês ao seu favor. James Wan chega ao apice de seu talento, brincando com os movimentos das camêras e criando cenas assustadoras e criativas. E além de tudo, tornou famosa a boneca Annabelle, que mesmo com o horrível filme solo no ano seguinte, não prejudica a presença da “personagem”. A continuação de Invocação do Mal promete.

3º The Babadook (2014)

O filme The Babadook é um terror pouco acessível. Não é aquele que dá sustos e usa o exagero para tentar botar medo no espectador. O filme mostra o medo real, vindo pela tristeza, solidão, a depressão, tudo apresentado por um livro infantil, que trás a vida de uma mãe viúva e seu filho, uma estranha entidade, o Senhor Babadook, uma representação do sofrimento das personagens. Jennifer Kent constrói uma história melancólica, densa, cheia de simbolismo. A trama demora para engrenar, e até engrenar de vez, cria um medo constante, um clima de inquietação, reforçados pelas atuações do pequeno Noah Wiseman e da maravilhosa Essie Davis, merecedora de grandes prêmios. The Babadook faz mais que apenas dar susto, ele leva o medo e a dor com você por um bom tempo.

2º Corrente do Mal (2015)

Um espectro demoníaco transmitido sexualmente pelas pessoas, chega à uma garota que vive em um bairro suburbano, que começa a ser constantemente perseguida por isso que nem ela sabe o que é. A menina e seus amigos então correm contra o tempo para achar uma solução para matar ou afastar o espectro antes que a mate, e volte a perseguir o antecessor da menina. David Mitchell cria uma tensão fora do limite. O espectro pode assumir a forma de qualquer pessoa, então qualquer um que se aproxima é um possível perigo. Os planos abertos e longos planos-sequência ajudam a manter o clima de risco. Os cenários e a fotografia relembra os filmes dos anos 80, como Hora do Pesadelo e Halloween, e contem uma das melhores trilhas sonoras dos últimos anos, digna de John Carpenter.

1º A Bruxa (2016)

13396982_10206460254805624_2093936550_o

Robert Eggers fez um dos filmes mais controversos dos últimos tempos. A Bruxa é um filme completamente ame ou deixe. Muitos acham péssimo, outros um excelente filme. Já eu, acho o filme mais asssustador e perturbador desde O Iluminado. Sim, desde o clássico do Stanley Kubrick, nenhum filme havia mexido comigo como fez A Bruxa. Com uma família isolada ao lado de uma floresta, um bebê desaparecido e animais sinistros, o filme se envolve com o fanatismo religioso, satanismo, o machismo da época e bruxaria, criando uma história de terror que parece ter saído dos contos dos irmãos Grimm. Assim como The Babadook, não é um filme de sustos, e muitos podem achar parado demais, porém cria um clima sombrio, dentro de um família que parece perfeita, até destruir da forma mais diabólica tudo o que vimos no começo, num clímax eletrizante. Tecnicamente perfeito e com atuações memoráveis de todo o elenco, A Bruxa deixa um gosto amargo na boca, e o último que conseguiu fazer isso foi justamente Stanley Kubrick com seu O Iluminado.